Como o networking pode deixar você mais feliz

Tempo de leitura: 3 minutos.

Fazer networking de forma intencional, estruturada e planejada é uma atividade extremamente recompensadora tanto no âmbito profissional quanto pessoal. Sob o prisma do modelo das seis necessidades humanas fica fácil entender o porquê.

E se você suprir suas necessidades fundamentais será uma pessoa mais feliz.

De acordo com Tony Robbins e Cloe Madames (https://rmtcenter.com), gigantes internacionais na busca da excelência humana, todos nós temos seis necessidades que buscamos nutrir em nossas vidas pessoais e profissionais.

Certeza: buscamos conforto, segurança e consistência para que possamos seguir com nossa vida com um mínimo de previsibilidade; pense aqui em pequenas “certezas” do cotidiano como a cama quente para dormir e na garantia que você terá três refeições diárias

Incerteza: depois que temos a “certeza” e previsibilidade, precisamos de variedade e surpresas a fim de aliviar o tédio, a monotonia e a estagnação; inclua aqui os desafios inesperados do dia-a-dia, as ligações de amigos que dão “sinal de vida”, os pequenos milagres de um nascer do sol esplendoroso

Significância: precisamos nos sentir importantes aos olhos dos outros, únicos e especiais; considere os elogios de seus clientes ou superiores, aquelas centenas de curtidas nos seus posts, e o olhar de admiração do seus filhos

Conexão: nossa necessidade de estarmos com outras pessoas, de nos conectarmos, de pertencer a um grupo, de sermos amados; nesta categoria temos nossa família, amigos, relacionamentos íntimos, grupos de classe, clubes, academias

Crescimento: aqui é que entra nossa busca por aprender, experimentar e nos desenvolver mental, física, emocional e espiritualmente; pense nos problemas e desafios que nos fazem crescer, cursos, treinamentos, faculdades e especializações, coaching

Contribuição: quando crescemos queremos retribuir com algo maior, nos esforçando para “devolver” o quanto aprendemos e conquistamos, compartilhando com os demais, agregando valor aos outros; temos aqui os trabalhos voluntários, ensinar a alguém, ajudar os filhos a se transformarem em adultos funcionais

Cada pessoa busca alimentar estes seis tipos de “fome” de formas diferentes, únicas e loucas. Existem infinitas maneiras de trabalhar cada uma destas necessidades. Algumas formas são positivas outras são destrutivas.

Algumas pessoas, em busca de significância, tatuam cada centímetro de pele enquanto outras fazem questão de usar roupas escuras, tem um corte de cabelo único, outras ainda curtem filmes cult.

Quando se trata de conexão, podemos pensar nas inúmeras “tribos urbanas” que permitem os tipos mais originais de pessoas se expressar e se conectar: emos, neds, hipsters, indies, …

E o networking?

Networking intencional e estruturado traz “certeza“: participantes se reúnem sistematicamente, com objetivos definidos e com pauta pré-estabelecida.

Garante “incerteza“: toda semana pessoas falam de suas empresas ou suas atividades de forma diferente, conhecemos pessoas novas. Sempre há algum tipo de surpresa.

Já a “significância” acontece porque ninguém oferece os mesmos serviços que nossa empresa oferece ou não da mesma forma, nem tem a mesma trajetória profissional, e todos tem seus minutos de glória para se apresentar em público ou individualmente.

networking é “conexão” por excelência: aproxima pessoas, carreiras, empresas, unindo oferta e demanda, criando oportunidades profissionais e pessoais.

Crescimento contribuição são consequência direta de um bom networking: ajudamos e somos ajudados; quando um serviço é prestado, contratante e contratado é beneficiado; quando apoiamos outra pessoa a arrumar um novo emprego, um novo negócio para sua empresa, estamos contribuindo minimamente com duas partes.

E em todos encontros ou reuniões sempre temos a oportunidade de aprender algo com alguém. Muitas vezes é uma nova linha de serviços ou produtos que nem sabíamos que existia. Outras vezes é uma dica para redução de custos.

E em tantas vezes, é a informação que fará a diferença para levarmos nossa empresa e nossa carreira para um novo nível de sucesso.

Se você quer mais da vida pessoal e profissional faça networking de verdade: e tenha uma vida mais plena e feliz.

PS1. Este artigo foi útil para você? Gerou reflexão e insights? Então que tal curtir e compartilhar a informação? Só leva 1 minuto.

PS2. Não gostou? Pensa diferente? Quer agregar? Por favor: deixe aqui seu comentário, feedback, dúvida ou crítica! Feedback é o café da manhã dos campeões!

PS3. Quer saber mais sobre networking intencional e estruturado? Entre em contato conosco. Nós podemos ajudar você a utilizar seu networking para ter mais resultados para sua empresa e sua carreira.

___________

Carlos Hoyos é empresário, especialista em elevação de performance executiva/empresarial. Ajuda empresários e influenciadores a desenvolverem suas empresas, negócios e carreiras. Já liderou equipes e projetos multidisciplinares, multi-sites e multi-culturais na IBM Estados Unidos e Motorola Brasil.