S.T.O.P. Antes que seja tarde… (lidando com conflitos)

Tempo de leitura: 2 minutos.

Como você lida com conflitos? Como você se prepara para eles? Conflitos e discussões estão pegando você de surpresa? Não precisa ser assim.

O artigo de hoje é sobre uma ferramenta extremamente simples de se utilizar e ao mesmo tempo super poderosa para lidar com conflitos!

A ferramenta se chama S.T.O.P. (PARE). Vamos lá:

S – step back (dê um passo para trás): isso significa que você deve se afastar, se dissociar da situação brevemente para poder se recuperar e não ficar envolvido emocionalmente. Este etapa é fundamental para tirar você do estágio emocional. Quanto estamos envolvido emocionalmente, o sistema límbico (amígdala, hipotálamo) “sequestram” o cérebro. Ou seja, o neocortex, parte racional e lógica da sua cabeça, perde o controle. (Já ouviu a expressão “perdeu a cabeça”? Pois é disso que estamos falando).

Como consequência, você pode experimentar o emotional flooding. Isso é receita para desastre. Para recuperar o controle cognitivo é necessário se afastar da situação. Você pode fazer isso fisicamente, dando um passo para trás, ou se inclinando para trás. Ou ainda, visualizar a situação como terceira pessoa.

Ajuda também ver seu interlocutor como uma criança birrenta de 5 anos, ou então, vestido de palhaço. Uma dessas ferramentas funciona. Experimente e me conte.

T – think (pense): pense em qual resultado você quer da situação. Muitas vezes agimos sem pensar porque não temas clareza do que nós realmente queremos. Entramos num bate-boca porque queremos estar certos e esquecemos da necessidade e importância ter relacionamentos estáveis de longo prazo, manter nossa empresa operacional e nossa carreira em ordem. Então, pense: qual é o resultado que você quer desta situação?

O – options (opções): de quantas formas diferentes você pode lidar com a situação para ter os resultados que deseja? Se você tem apenas uma opção, você tem um caminho. Com duas opções, um dilema. Enumere mentalmente, no mínimo, três possíveis alternativas. Nesse momento você consegue avaliar o que fazer de verdade, pesando prós e contras de cada cenário.

E finamente…

P – proceed (dê um passo para frente): Escolha a melhor opção e vá em frente! Vai ser sempre a melhor opção? Claro que não! Mas a chance de acertar é muito maior se você colocar sua linha de ação dentro de uma estrutura como o STOP.

Se você quer algo 100% nacional, utilize o PPPP:

P: Passo para trás: se retire emocionalmente da situação

P: Pense: qual é o resultado desejado

P: Possibilidades: de quantas formas diferentes é possível lidar com a situação

P: Passo para frente: escolha a melhor alternativa e siga em frente

É isso aí. Antes de atravessar o sinal, olhe para os dois lados, e só prossiga com segurança.

Um abraço e ótima semana. E lembre-se, antes de agir, PARE para pensar e não entre em conflitos desnecessariamente.

PS1. Se você chegou até aqui provavelmente encontrou algum tipo de reflexão, insight e valor. Compartilhe, curta, comente, dê seu feedback.

PS2. Gosta de podcasts? Acompanhe nosso podcast no iTunes ou seu podcast player favorito. Na semana passada falamos sobre o STOP de uma forma diferente. Nesta semana, continuamos falando sobre conflitos de uma maneira ainda mais profunda. Basta procurar por “Coaching Matinal” no iTunes ou ir diretamente para http://CoachingMatinal.com.