O drama que você faz (e não sabia)

Tempo de leitura: 2 minutos.

Quando é “mimimi” ninguém quer admitir que faz. TODOS nós fazemos drama sem saber, e nem sempre é o “mimimi”. Continue para descobrir o seu preferido.

Existem três tipos de papéis no triângulo dramático de Karpman, na análise transacional: a vítima, o vilão e o herói.

A vítima, coitadinha, sempre é perseguida, nunca é responsável por nada… Existe uma perseguição constante, ou é o chefe, ou o sócio, ou a esposa, ou os filhos, ou os funcionários, ou a economia. Com certeza existe uma conspiração internacional para prejudicar a pobre da vítima. Mas a culpa, a culpa é sempre…

Do vilão é claro! Se tem uma vítima, tem que haver um vilão! O vilão quer fazer tudo do seu jeito, quer controlar e manipular os outros. Puxa tapetes, mente, sonega, esconde, finge, agride (verbalmente ou fisicamente), aumenta a voz, faz chantagem emocional… -E lógico, se há um vilão precisamos de um…

Herói! Para enfrentar o vilão e salvar a vítima! O herói bate no peito, consegue fazer tudo, trabalha 90 horas por semana, quer agradar tudo e todos. Não há tarefa difícil o suficiente. Não há projeto impossível. O herói irá salvar a pátria!

Fim da história. Não, só o começo…

O problema dos papéis no drama de Karpman é que não há desenvolvimento, não há crescimento, não há responsabilização, não há adequação. Relacionamentos acabam, equipes ficam disfuncionais e empresas se limitam por conta deste drama diário, sistemático e sem graça.

A solução? Sair do triângulo e tomar a postura de criador responsável.

Como criadores responsáveis entendemos o que é o que não é nosso. Como criadores responsáveis também sabemos quando nós criamos, provocamos e permitimos muitas (senão todas) as situações que nos envolvem e roubam nosso tempo, nossa energia e nossos relacionamentos.

Criadores responsáveis não se submetem ao jugo do vilão, não tentam salvar a pátria e não caem no vitimismo. Criadores responsáveis são assertivos tanto na comunicação quanto no comportamento.

E você, qual é seu papel preferido no “drama” da sua vida profissional e pessoal?

Um abraço e uma vida sem dramas!

PS1. Se você chegou até aqui provavelmente encontrou algum tipo de reflexão, insight e valor. Compartilhe, curta, comente, dê seu feedback.

PS2. Gosta de podcasts? Acompanhe nosso podcast no iTunes ou seu podcast player favorito. Basta procurar por “Coaching Matinal” ou ir para http://CoachingMatinal.com

___________

Carlos Hoyos é Coach Executivo e Empresarial, especialista em elevação de performace e Networking Profissional. Ajuda líderes e empresário a levarem suas empresas, suas carreiras e seus negócios a novos patamares de sucesso e realização. Já liderou equipes e projetos multidisciplinares, multi-sites e multi-culturais na IBM Estados Unidos e Motorola Brasil.