Tempo é dinheiro? Tempo é saúde!

Tempo de leitura: 3 minutos.

Gestão de TempoHá muito tempo escutamos a máxima “tempo é dinheiro”. Talvez hoje esta frase faça mais sentido do que nunca. Nos tempos atuais, quem desenvolve a maestria na gestão e uso deste recurso pode-se dizer rei (ou rainha). Com o avanço tecnológico estamos conectados a mais pessoas e temos acesso a mais informação. Isso muitas vezes nos impele na direção de sermos múltiplos na realização de tarefas. E isso é bom? Nem sempre.

Estudos recentes afirmam que ser multitarefa pode resultar, na verdade, em queda da produtividade de até 40% além de prejuízos à saúde, como consequência do estresse. Quando nos dedicamos a duas ou mais atividades a cada vez, aumentamos nossa suscetibilidade a distrações (grandes ladrões de tempo). E quanto custa seu tempo?

Segundo a professora da FAAP Andrea Piscitelli, “a sensação de ter vivido um 2014 acelerado tem muito mais a ver com objetivos mal dimensionados e expectativas pouco realistas… acabamos atropelando as nossas próprias prioridades”.

Existem muitas ferramentas, métodos, hábitos e apoio de profissionais qualificados – como mentores, consultores e coaches – que, quando bem aplicados, nos permitem realizar mais em menos tempo e com menos consequências negativas. Para isso é de grande importância assumirmos responsabilidade pelo nosso próprio tempo, sucesso e felicidade, além de compreendermos que a gestão do tempo é muito mais uma questão de comportamento do que de técnica.

Definir claramente objetivos e metas é o primeiro passo. É fundamental escolhermos as prioridades depois de fazer uma análise sobre os resultados alcançados no período anterior. A renegociação consigo mesmo e com os outros é uma excelente ferramenta para manter a palavra e qualidade dos relacionamentos, bem como da nossa credibilidade.

Depois de estabelecer as prioridades (levando em consideração a importância daquela atividade para você), é importante definir um prazo. Por isso também é fundamental manter uma agenda (física ou virtual, a que funcionar melhor para você), onde possamos anotar nossos compromissos e tarefas. A disciplina é fundamental para garantir o sucesso da gestão do tempo.

Para atividades diárias, um bom recurso são as famosas listas (ToDos). Na noite anterior ou no início do dia, fazer uma lista com as atividades sempre em ordem de prioridade. É importante manter o foco no que traz mais resultados, como nos apoia a técnica de Pareto conhecido como princípio 80-20.

Dominar as inúmeras técnicas e métodos disponíveis não é tudo. Cuidar da saúde é fundamental. Por isso, comer saudavelmente, praticar exercícios regularmente e dormir bem são práticas fundamentais para que nosso cérebro funcione de maneira otimizada e que tenhamos mais energia e disposição para realizar nossas tarefas.

Então, ao nos comprometermos com uma excelente gestão do tempo, realizarmos as tarefas com disciplina e foco, conseguimos liberar tempo em nossa agenda para as atividades que nos dão prazer. Conseguimos viver com mais qualidade, satisfação e sentimento de realização.

A seguir algumas dicas de ferramentas e técnicas para a gestão do tempo:

“Não olhe para o relógio. Faça o que ele faz: continue se movendo.”
Sam Levenson

Fontes:

Deixe uma resposta