A fórmula da felicidade (de verdade!)

Tempo de leitura: 1

happyball

De acordo com Sonja Lyubomirsky (pesquisadora, professora e Ph.D. pela Universidade de Stanford), a fórmula de felicidade [1] pode ser definida da seguinte forma (para nós humanos, é claro; lamento se é de outro planeta; novas pesquisas precisam ser feitas para enquadrar você):

Felicidade = Genética (termostato) + Circunstâncias + Atitude (pensamentos, comportamentos, ações)

E a proporção percentual é:

Genética= 50%    Circunstâncias= 10%    Atitude = 40%

Como não podemos (ainda!) mudar nossa genética de forma intencional, duradoura e controlada, não há muito o que fazer se nós temos aquela boa (ou má) tendência para felicidade ou infelicidade. Sãos nossos genes. Lamento. É o que os pesquisadores chamam de termostato da felicidade. Aconteça o que acontecer, a “temperatura” da felicidade, tende a voltar a sua posição pré-definida.

Já as circunstâncias são apenas 10% de toda a felicidade e como circunstâncias, tem efeito temporário na nossa percepção de felicidade (ou seja, não irá durar para sempre; aliás, é isso que quer dizer temporário 😉

O que nos sobra de fato? Nossa atitude!
40% é um grande porção de toda nossa percepção de felicidade!

Se ainda não leu, recomendamos o artigo O novo “Flower Power”: P.E.R.M.A. Ele não vai ensinar você a mudar a sua atitude. Mas vai mostrar onde vale a pena focar a sua mudança.

Muita felicidade para você!

[1] The how of happiness – Sonja Lyubomirsky

Deixe uma resposta